Canções de Natal - 4 de 30 - Noite de Paz

Postado por Vitor Sousa , sexta-feira, 30 de novembro de 2012 02:17

Toda gestação é promessa e esperança de nova vida. Vida que está para além da criança que é gerada no ventre da mãe. Porque, não importam quão caóticas sejam as realidades e as circunstâncias que cerquem a chegada de um bebê, tudo muda quando o choro infante corta o ar tal qual sagrado canto que poucos têm o privilégio de ouvir.

E foi ali, naquela noite, que Belém - favela do mundo -, diante dos olhos de um carpinteiro e de uma jovem mãe, conheceu a paz do Menino-Deus. Pela primeira vez, anunciavam-se a redenção de todos e a reconciliação de todas as coisas. Ali já não importava mais a pobreza dos pais. Ali já não importavam mais as desconfianças em torno da sua concepção e gestação. E nem o subjugo romano. E nem o domínio do pecado. Um menino nos nasceu, um filho nos foi dado. E todo caos silenciou enquanto Deus-conosco saciava sua fome de humanidade.

Sei da importância do sagrado memorial de pão e vinho, corpo e sangue, que compartilhamos em comunhão. Da morte redentora que anunciamos até que Ele venha. Mas quando vejo a vida gestada nas moças é que me lembro do evangelho do Menino-Rei-de-Paz.

Esperança e promessa. É tudo o que vejo no ventre de quem carrega um bebê. Promessa de que aquilo que um dia foi “noite de amor”, noutro tempo será “noite de paz”. Esperança de que essa paz se perpetue vencendo todo caos.

0 Response to "Canções de Natal - 4 de 30 - Noite de Paz"

Postar um comentário